Até a Bienal do Livro se rendeu à sexta-feira 13

No dia mais temido pelos supersticiosos, eventos culturais e baladas temáticas prometem agitar SP; crendices viram motivo de diversão

Tatiana Piva, O Estado de S.Paulo

13 de agosto de 2010 | 00h00

Sexta-feira 13 é aquele dia em que todo supersticioso já levanta da cama com medo - quando a data cai em agosto, então, tudo fica mais assustador. Para marcar o conhecido dia do azar, a atração que abre a 21.ª Bienal Internacional do livro de São Paulo, às 13 horas, no Salão de Ideias, é o cineasta Zé do Caixão (foto). O evento terá um dia inteiro de atividades ligadas ao universo do terror. E esse clima dark se estende a outros espaços da cidade - algumas casas prometem transformar crendices populares em motivo para diversão.

O projeto Autobahn escolheu o lounge do Hotel Cambridge, no centro, para fazer a Noite do Terror no Hotel Mal-Assombrado, a partir das 22h. A decoração terá sarcófagos cênicos e velas. Bruxas, vampiros e até a "loura do banheiro" estarão lá. "Sexta-feira 13 é um mito mundial, aquela lenda de que os bruxos se reúnem, sabe? Sou muito supersticioso, nunca crio o grupo 13 no Facebook, por exemplo", conta Marcos Vicente, idealizador do projeto.

No Clube Caravaggio, também no centro, a Trash lança uma questão: coragem é sinônimo de masculinidade? A festa começa às 23h, com monstros circulando pela pista e exibição de filmes macabros.

Na Vila Olímpia, a Kiss & Fly faz a Festa do Preto, na qual sugere que todos compareçam vestidos com alguma peça nessa cor. O DJ residente Diego Moura comanda as picapes.

Para celebrar um ano da festa Killing the Dance, o clube Glória aproveita a onda da Saga Crepúsculo no cinema e faz um evento inspirado em vampiros. "Sugerimos que as pessoas se caracterizem. Vamos ter cardápio temático e drinques vermelhos, que lembram sangue e vampirismo. São detalhes pequenos, mas marcantes", diz Lais Pattak, produtora da festa.

Jacareí. Ainda nesta sexta-feira, 13, a Fundação Cultural de Jacarehy José Maria de Abreu, promove a Procissão dos Mortos, a 80 km de São Paulo. A performance teatral itinerante sairá à meia-noite do Pátio dos Trilhos (antiga Estação Ferroviária).

DE ARREPIAR

Noite do Terror em Hotel

Cambridge. Av. 9 de Julho, 210. 22h. R$ 30

Trash Toca o Terror

Caravaggio. R. Álvaro de Carvalho, 40. R$ 30

Festa do Preto

Kiss & Fly. Av. Chedid Jafet, 131. 0 hora. R$ 90 a R$ 150

Killing the Dance

Clube Glória. R. 13 de maio, 830. R$ 35

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.