Ataque de cão deixa três feridos na zona leste

Adolescentes foram atendidos no Hospital Tide Setúbal e liberados; cachorro seria da raça Pitbull

Daniela do Canto, da Central de Notícias,

24 de agosto de 2009 | 02h58

Três pessoas, entre elas uma criança e dois adolescentes, ficaram feridas e um ataque de cachorro no final da noite deste domingo, 23, no Parque Paulistano, zona leste de São Paulo. Segundo testemunhas, o cachorro era um Pitbull, mas policiais militares da 2ª Companhia do 29º Batalhão afirmam que o animal era um vira-lata de médio porte. As vítimas - de 11, 13 e 15 anos - foram encaminhadas ao Hospital Municipal Tide Setúbal, onde foram medicadas e liberadas.

 

Um dos feridos, A.J., de 15 anos, contou que chegava em casa quando ficou sabendo que o cachorro havia acabado de atacar o garoto R.R.S., de 13 anos. Uma confusão se formou entre os moradores na Rua Jacinto Cabral. No meio do corre-corre, o cachorro atacou a menina A.C.G, de 11 anos, que foi mordida nas pernas. "Ela falava que não queria morrer e pedia ajuda", relatou.

 

Para salvar a menina, o adolescente pulou em cima do cachorro e se preparava para bater no animal quando foi atacado. "Ele grudou no meu braço, tive de enfiar a mão dentro da boca dele para tentar fazer ele soltar, mas não consegui. Depois ele mordeu meu dedo", contou. Para escapar, A. tirou uma correntinha que usa no pescoço e jogou nos olhos do animal. "Foi quando ele saiu correndo". A. afirmou nunca ter visto o animal antes nas redondezas.

 

O animal acabou morto por populares que presenciaram o ataque. 

Tudo o que sabemos sobre:
Pitbullataque

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.