Associação estimula rede de solidariedade no bairro

Uma máxima que o presidente da Associação Kauê não cansa de repetir para crianças e adolescentes de Itaquera é: "Se você acha que nós te ajudamos, faça o mesmo para pelo menos duas pessoas quando puder". É por meio dessa teia de solidariedade que Fran acredita que a vida das pessoas que moram no seu bairro pode melhorar.

, O Estado de S.Paulo

08 de junho de 2010 | 00h00

Algumas famílias já começaram a seguir o conselho e estão contribuindo para aumentar o leque de atuações da associação. Além dos treinamentos para os jovens, a ONG oferece cursos regulares de corrida para a terceira idade, violão, alfabetização de adultos, origami, reciclagem e crochê. Há também uma biblioteca escolar e literária organizada pelos meninos na nova casa da sede - alugada com o dinheiro dos voluntários -, onde também há computadores e mesas de pebolim para as crianças. Tudo isso feito com a ajuda de pais, alunos e vizinhos. / R. B.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.