Nilton Fukuda/Estadão
Nilton Fukuda/Estadão

Assembleia libera uso de celular em escolas estaduais de SP para fins pedagógicos

Monitoramento e filtro de conteúdo acessado pelos estudantes será mantido

Ana Paula Niederauer, O Estado de S.Paulo

11 Outubro 2017 | 11h24

SÃO PAULO - A Assembleia Legislativa de São Paulo aprovou nessa terça-feira, 10, uma proposta do governo do Estado de São Paulo que permite o uso de celular em sala de aula para fins pedagógicos.

A mudança possibilitará que crianças e jovens do Ensino Fundamental e Médio de escolas estaduais utilizem os aparelhos durante atividades pedagógicas orientadas por educadores. O governo, no entanto, garante que o monitoramento e o filtro de conteúdo acessado pelos estudantes será mantido.

A proposta foi encaminhada pelo governador Geraldo Alckmin, em 2016, após pedido feito pelo secretário da Educação, José Renato Nalini.

+++ Celular nas escolas - vantagens e cuidados

De acordo com o secretário, é preciso manter o aluno interessado em aprender. "O ensino prelecional está sendo questionado em todos os ambientes. Se quisermos manter o aluno interessado em aprender, temos de usar a linguagem dele. A linguagem de seu tempo", disse Nalini.

Agora, o projeto de lei segue para sanção do governador.

Wi-fi e banda larga

O governo do Estado anunciou, ainda, que até outubro de 2018, as 5 mil escolas estaduais paulistas terão sistema wi-fi e banda larga. O objetivo, segundo a gestão de Geraldo Alckmin, modernizar a rede. 

As redes sem fio serão instaladas, inicialmente, nas salas dos professores e de informática. As instituições de ensino que fazem parte do programa Escola da Família também terão a opção de utilizar a conexão aos fins de semana em locais específicos. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.