Assembléia dos metroviários decide sobre greve nesta terça

Sindicato da categoria pretende analisar propostas do Metrô, que deverão ser entregues durante manhã

Carina Urbanin, Agência Estado

19 de maio de 2008 | 22h10

O Sindicato dos Metroviários de São Paulo faz, nesta terça-feira, 20, às 18h30, uma assembléia para decidir se serão paralisadas as atividades do Metrô na capital paulista. A greve estava prevista para ser iniciada nesta segunda-feira, mas foi adiada. De acordo com o presidente da entidade sindical, Wagner Gomes, durante a assembléia serão analisada as propostas do Metrô, que devem ser entregues à categoria na manhã desta terça-feira. Gomes destacou que "não está descartada a possibilidade de greve". Segundo o presidente do sindicato, caso as propostas do Metrô sejam rejeitadas, as paralisações deverão acontecer a partir do dia 26 de maio. Entre as principais reivindicações da categoria estão o reajuste dos salários em 4,5% e o aumento de 10% na participação nos lucros da empresa. Os metroviários exigem também a recontratação dos funcionários demitidos na última paralisação, em agosto de 2007. De acordo com Gomes, as negociações com o Metrô já acontecem a mais de 30 dias.

Tudo o que sabemos sobre:
MetrôgrevemetroviáriosSão Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.