Assassino usa a internet para atrair mulheres

Depois de usar personalidades falsas em sites de relacionamento para seduzir várias mulheres e roubá-las, Danillo Ederson Fernandes, de 29 anos, foi preso ontem de manhã, no centro de São Paulo, por estrangular a estudante de Psicologia e secretária Janinha Pereira Freitas, de 35 anos.

Plínio Delphino, O Estado de S.Paulo

24 Fevereiro 2011 | 00h00

O crime, confessado por Fernandes, foi no dia 14, em Montes Claros (MG). "Ele revelou que após manter relação sexual com consentimento da moça, os dois discutiram e ele acabou cometendo uma loucura", disse o delegado José Messias Sales Alves, que coordena as investigações da polícia mineira. Mas Messias tem dúvidas. "Peritos nos disseram que há indícios de que Janinha foi forçada a fazer sexo."

Fernandes foi preso em uma lan house na Rua Cásper Libero. Identificando-se como Lucas, trocava mensagens com uma moça. Segundo a polícia, ele foi reconhecido por duas mulheres em Minas, vítimas de roubo, e é suspeito de envolvimento em pelo menos nove casos. A polícia mineira disse ter recebido denúncias de mulheres do Rio, de São Paulo e da Bahia. Entre as vítimas, estaria até a filha de um juiz federal.

Fernandes conheceu Janinha pela internet uma semana antes do crime. No sábado, dia 12, ele foi de ônibus para Montes Claros. Depois de matar a moça, o bandido roubou seu notebook, duas máquinas fotográficas e dois celulares. Da casa também sumiram R$ 1 mil.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.