Assassino de soldado da PM é capturado em Guarulhos, na Grande SP

Comparsa do criminoso continua foragido; policial foi morto em frente ao mercado de parentes

Ricardo Valota, O Estado de S.Paulo,

19 de setembro de 2012 | 03h04

Atualizado às 7h20 

 

SÃO PAULO - Uma denúncia anônima levou a Polícia Militar a capturar, na noite de terça-feira, 18, um dos dois homens que, no último dia 5, mataram o soldado Ismael Alves dos Santos, de 38 anos, no Jardim Lenise, em Guarulhos, região leste da Grande São Paulo.

 

Conhecido como "Cebola" e foragido do Centro de Progressão Penitenciária III (CPP-3), de Bauru, interior paulista, Cristiano da Silva Souza, de 24 anos, foi preso no interior da casa da mãe, na Viela Colorado, também no Jardim Lenise. O outro assassino continua foragido.

 

O policial, que era lotado no 44º Batalhão, de Guarulhos, foi atacado às 21 horas do último dia 5 em frente ao mercado de parentes. O crime aconteceu na altura do nº 118 da Rua Pedro Avelino. Os tiros foram disparados por dois homens que se aproximaram da vítima, segundo testemunhas, em uma moto Honda CG escura, de placa não anotada.

 

Mesmo encaminhado pelos familiares à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) São João, o policial, que tinha 11 anos na corporação e estava à paisana, não resistiu aos ferimentos e morreu. O crime foi registrado no 7º Distrito Policial de Guarulhos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.