Assaltos com reféns terminam com duas mortes em SP

Quatro suspeitos foram detidos e outros dois acabaram mortos durante troca de tiros com a polícia

Daniela do Canto e Ricardo Valota, da Central de Notícias,

23 de dezembro de 2009 | 02h41

Duas famílias foram feitas reféns durante assaltos a residência na noite desta terça-feira, 22, no Morumbi, zona sul de São Paulo e no Tatuapé, zona leste. Os quatro suspeitos envolvidos no assalto do Morumbi foram presos pouco depois em Taboão da Serra, na Grande São Paulo. Já os dois invasores da residência no Tatuapé acabaram mortos durante supostas trocas de tiros com policiais das Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar (Rota).

 

A casa do Morumbi, localizada na Rua Mandiçununga, foi invadida por dois assaltantes, que fizeram seis reféns, entre eles três homens e três mulheres. Uma das vítimas, um rapaz de 24 anos, foi obrigado a sair com os bandidos para sacar dinheiro de um caixa eletrônico. O jovem foi levado até uma agência do Banco Bradesco na Avenida Francisco Morato, de onde retirou R$ 500.

 

Lá, a dupla se encontrou com outros dois assaltantes. Todos voltaram juntos à residência na Rua Mandiçununga. O rapaz e dois tios tiveram as mãos amarradas. Os bandidos recolheram dinheiro, um computador, joias, roupas, calçados e celulares das vítimas.

 

Eles fugiram cerca de duas horas depois da invasão, em um Volkswagen Golf da família. Um dos reféns avisou policiais militares do roubo e passou a placa do Golf. Logo depois, o carro com os suspeitos foi localizado na Avenida Eliseu de Almeida, na região do Butantã, zona oeste. Teve início uma perseguição, que só terminou quando o Golf bateu contra um outro veículo, no Largo do Taboão, em Taboão da Serra. Com os bandidos, além dos pertences das vítimas, entre eles R$ 1.090 em cédulas e R$ 10,95 em moedas, foi encontrado um revólver calibre 32. Ninguém ficou ferido. O caso foi encaminhado ao 1º Distrito Policial de Taboão da Serra.

 

Assalto no Tatuapé

 

Troca de tiros Diego da Silva de Almeida, de 22 anos e Alecsandro Souza Santos, de 27, foram mortos por policiais das Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar (Rota) durante supostas trocas de tiros após a invasão de uma residência na Rua Francisco Marengo, no Tatuapé. Segundo a PM, eles fizeram três pessoas da mesma família reféns - entre elas uma mulher grávida de sete meses - para roubar pertences das vítimas, mas uma vizinha percebeu a ação dos bandidos e avisou a polícia.

 

A residência foi invadida por volta das 20 horas pela dupla, que trancou a mulher grávida, o marido e a mãe dele em um dos quartos, enquanto recolhia diversos objetos.Uma vizinha notou a movimentação dos ladrões e ligou para o telefone 190. Três viaturas da Rota que estavam nas proximidades se dirigiram ao local.

 

Conforme a PM, ao entrarem na casa os policiais localizaram os reféns, que não sofreram ferimentos, e foram recebidos a tiros por um dos assaltantes. Os PMs revidaram e o atingiram. O segundo bandido tentou fugir, pulou o muro para uma casa vizinha e foi baleado durante uma nova troca de tiros. Almeida e Santos chegaram a ser socorridos ao Pronto-Socorro do Tatuapé, mas não resistiram aos ferimentos.

Tudo o que sabemos sobre:
assaltomortes

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.