Assalto: irmão de deputado é assassinado

O empresário Ali Said Mourad, irmão do deputado estadual Said Mourad (PSC), morreu ontem em uma tentativa de assalto no Sacomã, zona sul. Ele foi baleado nas costas ao deixar uma agência do Bradesco. Dois ladrões acreditavam que ele levava R$ 5 mil, mas o dinheiro havia sido usado para pagar contas. O autor do disparo foi preso.

Elvis Pereira, O Estado de S.Paulo

24 Fevereiro 2011 | 00h00

Ali, de 51 anos, foi abordado por dois bandidos em uma moto ao sair do banco pouco antes do meio-dia. Ele carregava um malote com os recibos. Uma testemunha contou que os criminosos exigiram R$ 5 mil. Para a polícia, eles devem ter recebido a informação de uma terceira pessoa que seguia a vítima no banco.

O empresário negou que tivesse a quantia, discutiu com os ladrões e acabou sendo atingido por um tiro nas costas. O atirador foi preso minutos depois. O outro fugiu.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.