Roubo a banco deixa 3 mortos e 3 feridos

Bando foi cercado pela PM; morreram no tiroteio 2 bandidos e morador de Itupeva

Ivan Marcos Machado, Especial para O Estado

06 Novembro 2015 | 15h37

Atualizada às 19h38

Um roubo à Caixa Econômica Federal de Itupeva, na manhã desta sexta-feira, 6, deixou três mortes – dois assaltantes e um morador da cidade, de cerca de 47 anos, que levou um tiro no peito. Um policial militar – baleado na perna – e outros dois bandidos ficaram feridos – os ladrões em estado grave. Por fim, na perseguição e no tiroteio que se seguiu uma casa e um carro foram incendiados.

Um ônibus com passageiros foi usado como escudo pelos criminosos e houve centenas de disparos de revólveres, metralhadoras, pistolas e fuzis. Cerca de 50 viaturas da Polícia Militar de Itupeva, Jundiaí e de Campinas foram mobilizadas, além do helicóptero Águia, da PM. Os bandidos dispararam tiros de fuzis no helicóptero.

A ação começou às 10h30. Oito bandidos chegaram atirando nos vidros do banco, para ter acesso aos caixas eletrônicos. Eles fizeram clientes como reféns, montaram uma “parede humana” com as vítimas e explodiram os caixas eletrônicos. Foi quando a PM apareceu. Começou, então, a troca de tiros.

Para fugir, os bandidos colocaram quatro reféns nos porta-malas dos carros e usaram um ônibus da Rápido Luxo Campinas, que seguia para a cidade de Cabreúva, como escudo. Um dos reféns colocado no porta-malas foi morto com um tiro no peito e abandonado na Estrada da Mina. Essa pessoa, segundo testemunhas, passava pela calçada na hora do assalto.

Houve pânico na cidade que tem cerca de 30 mil habitantes. Uma moradora que estava com bebê no colo ficou desesperada. Comerciantes abaixaram as portas dos comércios. Houve intensa troca de tiros no centro. 

Os assaltantes fugiram em dois carros em direção à Rodovia dos Bandeirantes, mas foram cercados por viaturas das polícias de Jundiaí e Campinas, com apoio do Batalhão de Operações Especiais (BAEP). Houve nova troca de tiros, com centenas de disparos no bairro Bom Jardim, em Jundiaí, com um dos carros dos fugitivos.

Fogo. Dois dos bandidos morreram e outros dois ficaram feridos e foram levados por policiais para um hospital. Outro grupo de assaltantes ateou fogo a uma casa e a um carro, no bairro Novo Horizonte. A fuga dos bandidos foi acompanhada pelo helicóptero da PM.

O esquadrão antibombas do Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate), da PM, também foi chamado a fim de detonar explosivos que os bandidos carregavam em seus veículos. O delegado-seccional de Polícia Civil de Jundiaí, Luiz Carlos Branco Júnior, afirmou que o caso será investigado pela Polícia Federal, por se tratar de banco de propriedade do governo federal.

De acordo com o delegado, parte da quadrilha seria composta por bandidos de Campinas. A Caixa Federal informou que o dinheiro roubado pelo bando dos caixas foi recuperado pela PM, mas o banco não informou qual o valor.

Na próxima semana, segundo a Caixa, um caminhão-banco vai atender a população de Itupeva em uma praça da cidade até que a reforma da agência seja concluída.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.