Assalto a ônibus termina com morte de um suspeito na Grande São Paulo

Polícial à paisana atirou contra um dos três ladrões, que simulavam estar armados; os outros dois fugiram com objetos roubados

Ricardo Valota, Central de Notícias

29 de abril de 2011 | 07h35

SÃO PAULO - Um assalto a ônibus terminou com a morte de um dos ladrões, por volta das 21h30 de quinta-feira, 28, no quilômetro 286 da Rodovia Régis Bittencourt, no Jardim Vista Alegre, em Embu, na Grande São Paulo.

 

Ao entrar no coletivo de linha intermunicipal, da Viação Miracatiba, pertencente à Empresa Metropolitana de Transporte Urbano (EMTU), o trio, que simulava estar armado, anunciou o assalto e começou a tomar pertences e dinheiro dos passageiros.

 

Armado com uma pistola 380, à paisana e em seu dia de folga, o policial militar Valter Andrade Júnior, do 25º Batalhão, de Itapecerica da Serra, cidade vizinha, segundos antes de ser abordado por um dos criminosos, temeu ser morto caso o bandido descobrisse tratar-se de um PM, sacou sua pistola e atirou três vezes contra o assaltante, de aproximadamente 18 anos.

 

O rapaz, que não portava documentos nem arma, mas simulava estar armado, morreu a caminho do pronto-socorro central de Embu. Os outros dois bandidos, ao verem o comparsa baleado, desceram do ônibus e fugiram a pé, levando objetos e dinheiro já recolhidos entre os passageiros.

 

O policial militar foi encaminhado à delegacia central de Embu e liberado após prestar depoimento ao delegado José Roberto Plazio, mas poderá responder pela morte do assaltante. O caso será investigado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Tudo o que sabemos sobre:
assaltoembuônibusroubo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.