Assaltantes roubam joalheira de shopping na zona oeste

Cinco homens armados levaram relógios, dinheiro e brilhantes de loja do West Plaza. Ninguém foi preso

BRUNO RIBEIRO, O Estado de S.Paulo

24 de setembro de 2011 | 03h04

Uma joalheria do Shopping West Plaza, na Água Branca, zona oeste, foi assaltada ontem por volta das 18h15. Cinco homens armados com revólveres renderam as cinco funcionárias da loja e levaram relógios, brilhantes e dinheiro. A ação durou menos de três minutos, segundo testemunhas. Na fuga, os criminosos roubaram o Hyundai Tucson de um comerciante de 71 anos. O carro foi recuperado instantes depois, mas ninguém foi preso.

Não houve tumulto no shopping durante a ação. Os criminosos, vestindo bermudas, camisetas e bonés, entraram na loja já anunciando o assalto. Eles mandaram que uma das funcionárias digitasse o código de segurança da tranca dos mostruários e levaram as peças que estavam na vitrine. Também exigiram o dinheiro do caixa. Em seguida, saíram correndo pelo corredor.

A joalheria. A Casa das Alianças fica no andar térreo, a 20 metros da saída principal do shopping, acesso à Avenida Francisco Matarazzo. O grupo, porém, optou por fugir por uma saída lateral, que dá para a Rua Embaixador Leão Veloso, e seguiu a pé até a Rua Barão de Tefé, onde encontrou o Tucson.

"Tinha saído de casa para comprar cigarros e, de repente, vi um cara batendo no meu vidro com um revólver. Só tive tempo de pegar meu celular e me jogar do carro", diz o comerciante. "O carro é novo e me atrapalhei com o câmbio automático. Assim que saí, os caras entraram no carro."

O veículo foi abandonado logo em seguida, na Rua Turiaçu, que estava congestionada naquele horário. Os integrantes da quadrilha aparentavam ter entre 20 e 30 anos, segundo o comerciante.

Funcionárias de lojas vizinhas à joalheria disseram que a Casa das Alianças costuma manter um segurança próprio, além dos agentes do shopping, mas que, especificamente ontem, esse vigia não estava no estabelecimento. As vendedoras de joias, no entanto, não quiseram dar entrevista nem indicaram um responsável pelo local que pudesse confirmar a informação e comentar o assalto.

Em nota, o Shopping West Plaza lamentou o assalto e disse colaborar com as investigações da Polícia Civil.

Outros casos. Policiais militares e agentes do Departamento de Investigação sobre o Crime Organizado (Deic) estiveram no local mas, até as 23 horas, não havia informações sobre a prisão de suspeitos. A polícia também não confirmou se a ação foi filmada pelas câmeras de segurança do shopping. O caso vai ser investigado pelo Deic.

Outra unidade da Casas das Alianças foi assaltada em maio, no Shopping Metrô Itaquera, na zona leste. Naquela ação, um vigia foi morto.

Em fevereiro, depois de outro assalto a joalheria, o MorumbiShopping, na zona sul, instalou uma guarita blindada, de sete metros de altura, para ser usada por policiais militares. No ano passado, em uma onda de assaltos, dez joalherias de shoppings foram assaltadas na capital. A polícia não faz relação direta entre os casos nem atribui essas ações a uma mesma quadrilha.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.