Assaltantes morrem em confronto com a PM em SP

Trio mantinha refém um engenheiro de 27 anos, quando foi abordado pelos policiais

Ricardo Valota, do estadão.com.br,

17 de janeiro de 2008 | 04h10

Três homens foram mortos, na noite desta quarta-feira, 16, no Jardim Aeroporto, zona sul da capital paulista, em uma suposta troca de tiros com policiais militares das Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar (Rota). Quando abordado pela polícia, o trio mantinha refém o proprietário de um Ford EcoSport prata, um engenheiro de 27 anos. Segundo informações da Polícia Civil, tratava-se de um seqüestro relâmpago. O rapaz foi dominado por volta das 20h30 por um criminoso em frente a um condomínio, na Avenida Jamaris, em Moema, onde pegaria sua namorada. A moça, antes mesmo de passar pela portaria, testemunhou o criminoso abordando o namorado e imediatamente ligou para a Polícia Militar. Antes do veículo ser localizado pela Rota, próximo ao Aeroporto de Congonhas, outros dois criminosos já haviam entrado no EcoSport. Armados com um revólver calibre 38 e duas pistolas, os bandidos foram localizados e alcançados pela PM. Segundo a polícia, o que dirigia o EcoSport freou bruscamente e provocou o choque da viatura contra o carro da vítima. Ao saírem do veículo, os assaltantes atiraram contra os policiais. Baleados, os assaltantes, cujos nomes ainda não foram informados pela polícia, morreram quando eram atendidos no pronto-socorro do Hospital Municipal Dr. Arthur Ribeiro de Saboya, no Jabaquara. A vítima nada sofreu.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.