Assaltantes liberam reféns e se entregam em Pindamonhangaba

Dois criminosos foram presos. Um terceiro bandido conseguiu fugir antes da chegada da PM

Ricardo Valota, estadão.com.br,

14 Março 2009 | 06h41

Terminou às 5h35 deste sábado, depois de 6 horas de muita tensão, o drama de três pessoas que eram mantidas reféns por dois assaltantes desde o final da noite de sexta-feira, 13, no interior da Panificadora Pir Poll, localizada na Avenida Dr. Jorge Tibiriçá, no centro de Pindamonhangaba(SP), no Vale do Paraíba. Um terceiro bandido conseguiu fugir antes da chegada da PM. Segundo a polícia, a dupla, armada de dois revólveres calibre 38, se entregou sem resistir e, a princípio, ninguém ficou ferido. O caso será registrado no 01º Distrito Policial da cidade.

 

Os criminosos haviam entrado no estabelecimento e anunciaram o assalto. Policiais militares da 2ª Companhia do 05º Batalhão do Interior foram acionados por uma testemunha e cercaram rapidamente o local. No tumulto, vários clientes conseguiram deixar o estabelecimento, mas o dono da padaria, o segurança da rua e a namorada do filho do comerciante não conseguiram sair a tempo e foram dominados. O filho do proprietário da padaria estava entre os que abandonaram a padaria. A garota liberada pelos criminosos foi levada ao hospital em estado de choque.

 

Segundo os bombeiros, que enviaram para o local duas viaturas, os criminosos, numa tentativa de deixar o local antes do cerco da PM, teriam estourado uma mangueira que faz a conexão entre dois cilindros de GLP, provocando um vazamento, o que aumentou a preocupação dos policiais que negociaram com a dupla. O cerco e a negociação tiveram um efetivo de oito viaturas e 18 PMs e ocorreram na Rua dos Expedicionários, nos fundos do estabelecimento, local onde os assaltantes mantinham as pessoas sob a mira das armas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.