Assaltantes invadem casa de vereador em Campinas (SP)

Criminosos agrediram o parlamentar e fugiram com um carro, além de R$ 1,7 mil em dinheiro

Ricardo Brandt - Agência Estado,

22 Agosto 2012 | 20h20

CAMPINAS - Assaltantes invadiram na noite desta terça-feira, 21, a casa de um vereador de Campinas, no interior de São Paulo, candidato à reeleição para roubar dinheiro de campanha. Os criminosos amarraram o parlamentar José Cortez da Silva (PP), o Zé Cunhado, em seu quarto com a mulher e a filha, jogaram álcool sobre ele e ameaçaram atear fogo, caso ele não entregasse R$ 200 mil que seria usado nas eleições.

Os dois assaltantes invadiram a casa do vereador, no Jardim Santa Mônica, por volta das 23h. Eles estavam armados e encapuzados. Com as vítimas no quarto, os assaltantes passaram a ameaçar o vereador dizendo que sabiam que ele guardava R$ 200 mil em casa, dinheiro que seria usado na campanha eleitoral.

Durante uma hora, eles fizeram ameaças ao parlamentar, que relatou que os criminosos chegaram a afirmar que se ele não entregasse o dinheiro ele seria morto, como ocorreu com o prefeito de Campinas Antonio da Costa Santos, em 2001. O Toninho do PT foi morto a tiros no primeiro ano de seu governo, quando saia do shopping.

Zé Cunhado negou que tivesse dinheiro de campanha guardado em casa. Mesmo assim, os criminosos insistiram e agrediram o parlamentar com coronhadas na cabeça e nas costas. Eles fugiram com o carro do vereador, levaram R$ 1,7 mil em dinheiro, além de aparelhos como televisão, equipamentos e outros.

Na fuga, eles ameaçaram ainda sequestrar a filha do vereador de 16 anos que ficou refém durante toda ação. O caso será investigado pelo delegado Luiz Henrique Apocalypse Jóia, do delegado do 3º Distrito Policial.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.