Assaltantes estupram e cortam dedos de vítima em Taboão

Estudante de 25 anos foi rendida em frente a sua residência; quarteto foi preso em uma favela

Daniela do Canto, do Jornal da Tarde,

26 de novembro de 2008 | 05h51

Depois de ter a casa invadida, por volta das 19h30 de terça-feira, no Parque Pinheiros, em Taboão da Serra, uma estudante de 25 anos foi estuprada e teve dois dedos de uma das mãos cortados por uma faca de cozinha. Os quatro criminosos responsáveis pela barbárie fugiram, mas foram presos horas depois pela PM em uma favela próxima. A jovem e sua prima haviam acabado de voltar da faculdade. Quando conversavam em frente à residência, foram abordadas pelo quarteto, que a princípio pediu um copo de água. Depois fingindo estar armado, dominou as vítimas. O pai da estudante, um encarregado de marcenaria, de 55 anos, estava dentro da casa e também foi dominado. Segundo a polícia, Michel Theodoro Machado, 20 anos, foi autor do estupro, ocorrido no banheiro da residência. O irmão dele, um adolescente de 17 anos, nervoso por ouvir das vítimas que não havia dinheiro em casa, pegou uma faca e começou a cortar os dedos da jovem. Outro adolescente, V., 16, foi quem segurou a mão da jovem para que o comparsa talhasse os dedos da vítima. Fabrício de Jesus Santana, 21, supostamente o que fingia estar armado, também foi detido. (Colaborou Ricardo Valota, do estadao.com.br)

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.