As medidas adotadas são discriminatórias?

Debate

, O Estado de S.Paulo

11 de junho de 2010 | 00h00

Josué Rios*

Sim

Manifesto preocupação quanto às medidas que não podem ser reveladas. A depender do rigor da abordagem, especialmente na parte oculta, pode surgir discriminação. Fica um alerta para o Ministério Público e órgãos de Defesa do Consumidor, que devem pedir mais explicações ao Shopping Cidade Jardim e acompanhar esse processo. Medidas de segurança não podem fazer distinção de nenhuma natureza entre seres humanos.

ADVOGADO ESPECIALISTA EM DEFESA DO CONSUMIDOR E CONSULTOR DO "JORNAL DA TARDE"

Alencar Burti*

Não

Isso é crime organizado. Esses jovens fazem parte de um sistema onde tudo é tecnicamente estudado. Quando os órgãos responsáveis não oferecem a segurança, é preciso adotar medidas para não ficar totalmente indefeso. Estamos pagando o ônus de um mundo moderno. Ir ao shopping será a mesma coisa que tomar um avião. Haverá discussão e resistência, mas o shopping pode colocar alguém explicando ao cliente que, para garantir a segurança, é preciso adotar algumas medidas desagradáveis.

PRESIDENTE DA ASSOCIAÇÃO COMERCIAL DE SÃO PAULO. FOI JOALHEIRO POR MAIS DE 50 ANOS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.