'Às 19h30, não dá para ver TV'

"Vão trocar o céu pela terra", diz a professora de ginástica Vanessa Branco, de 28 anos, que trabalha na Paulista e acredita que a interdição dos helipontos pode piorar o trânsito. Já para Mariza Figura da Silva, de 46, moradora da região, as interdições são positivas. "Às 19h30, não dá para ver nada na televisão." O consultor imobiliário Paulo Magalhães de Paiva Meira, de 54, que mora no 25.º andar de um hotel na João Cachoeira afirma que os helipontos não incomodam. "É progresso, é desenvolvimento", acredita. /

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.