Arquivado processo de escrivã que foi despida

A Justiça de São Paulo arquivou o inquérito que investigava dois delegados por abuso de poder durante a prisão, em 2009, de uma escrivã do 25.º DP, de Parelheiros, segundo a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo. Imagens exibidas pela TV Bandeirantes mostram que a escrivã não se recusou a ser revistada, mas pedia que mulheres fizessem isso. Os delegados a algemaram e a roupa dela foi tirada. O governador Geraldo Alckmin (PSDB) pediu à Corregedoria uma nova apuração.

, O Estado de S.Paulo

19 de fevereiro de 2011 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.