Arquiteto francês trouxe art déco ao País

O francês Joseph Gire, responsável pelo projeto do Hotel Esplanada, no Vale do Anhangabaú, foi no início do século 20 um dos arquitetos preferidos de famílias tradicionais no Brasil e no exterior. Gire nasceu em Puy en Velay, na França, em 1872, e morreu no mesmo país em 1933. Seu requinte arquitetônico, porém, viajou o mundo e pode ser visto em cidades brasileiras, francesas, alemãs e argentinas.

O Estado de S.Paulo

05 Agosto 2012 | 03h00

Quando veio para o Brasil, na década de 1910, o francês já era reconhecido internacionalmente. Sócio de um dos maiores escritórios da época - o Gabinete Lucien et Henri Grandpierre -, sua lista de clientes incluía o príncipe Orloff e a família Caran D'Ache. No Brasil, Gire projetou vários edifícios para a família Guinle - entre eles, o famoso hotel Copacabana Palace, no Rio.

Foi na capital fluminense, aliás, que o arquiteto ganhou mais fama. Lá também assinou mudanças significativas na paisagem.

Foi Gire, por exemplo, quem introduziu a arquitetura em estilo art déco no Brasil. É também de sua autoria o Edifício Praia do Flamengo, ícone do início da verticalização da paisagem da Baía de Guanabara.

Em sua passagem pelo Brasil, o arquiteto deixou pelo menos 20 prédios, como os Palácios das Laranjeiras e da Ilha de Brocoió e o Edifício A Noite. /JULIANA DEODORO

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.