Arquiteto defende vocação turística e cultural do bairro

Para o arquiteto Michel Gorski, conhecido por sua oposição ao Minhocão e pela defesa de atividades turísticas no centro da capital, o potencial do Bexiga em atrair visitantes é enorme. "Fazendo projetos legais, é claro que o bairro pode voltar a ter potencial turístico."

, O Estado de S.Paulo

14 de novembro de 2010 | 00h00

"Antigamente, o Bexiga era o núcleo da resistência (intelectual). A peça Roda Viva (de Chico Buarque) foi invadida por agentes da ditadura militar no Bexiga", lembra. O bairro, aliás, tem 22 teatros. Uma das propostas do projeto Bexiga 2014 é aproveitar a Copa para fazer um circuito de peças relacionadas a temas esportivos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.