Daniel Teixeira/AE
Daniel Teixeira/AE

Arouche vira pista de dança em minivirada

Inspirado na Virada Cultural, evento no fim de semana terá espetáculos e aulas grátis

Nataly Costa, O Estado de S.Paulo

05 de novembro de 2010 | 00h00

Quem gosta de gafieira, bolero, tango, salsa e forró, entre outros estilos, poderá passar o fim de semana dançando em pleno Largo do Arouche, no centro da capital. É a primeira edição da Revirada, evento voltado para a dança e inspirado diretamente na Virada Cultural, que ocorre há seis anos na cidade.

 

Veja também:

especial Confira lista com os horários dos bailes no centro

A iniciativa é um projeto-piloto da Secretaria Municipal de Cultura para tentar pulverizar a programação da Virada Cultural ao longo do ano, promovendo miniviradas temáticas - a de agora é da dança, depois virá a do circo, da poesia, do teatro e por aí vai. "É como se estivéssemos fuçando no baú da Virada. Tem uma série de coisas legais no evento que ficam um pouco escondidas, as pessoas querem ver e não conseguem", afirma o coordenador dos dois eventos, José Mauro Gnaspini.

Além dos shows de estilos musicais diversos, do samba-rock ao forró, cerca de 60 dançarinos vão promover campeonatos e aulas de dança para o público. Algumas festas da cidade, como a Balacuba e a Trash 80"s, serão revividas.

Horários. Diferentemente do evento que a inspirou, a Revirada terá horários mais comportados. Amanhã, a programação começa às 14h e o último show está marcado para meia-noite. Segundo Gnaspini, deve durar até as 4h40, "quando abre o metrô". No domingo, a primeira aula de "Samba no Pé" começa às 11h e o último show, às 19h.

Serão cinco pistas de dança: Caribe, Samba, Forró, Anos Dourados e um ônibus-palco, onde tocarão as orquestras. Na Praça da República, um sexto polo vai trazer a festa Silent Disco, em que um DJ distribui fones de ouvido para as pessoas e promove uma festa silenciosa, com cada um ouvindo sua própria música.

Peculiaridades. Para quem não conhece, porém, alguns ritmos são realmente novos, como as aulas de "amassa cacau" (domingo, ao meio-dia), os diversos estilos de salsa (Rueda de Casino e Los Angeles), a aula de "valsadão", os campeonatos de zouk brasileiro e de anos dourados. Uma aula de dança de salão para cadeirantes e deficientes visuais também está na programação de amanhã, às 14h.

Coordenador do palco Samba, o professor e dançarino Inácio Loiola, de 41 anos, vai ser responsável pelas aulas de samba-rock e gafieira durante o fim de semana. "É a primeira vez que vemos uma atividade totalmente voltada para a dança em São Paulo", diz ele, que participou da última Virada Cultural e "comandou" as apresentações para uma plateia de 15 mil pessoas. "Nosso intuito é fazer quem dança interagir com quem não dança", diz.

Convergência. Nas próximas edições da Revirada, a ideia é levar os eventos para as Praças Roosevelt e da República ou para o Largo do Paiçandu. "As pessoas sempre falavam: "Vocês fazem um superevento uma vez por ano, que dá uma ativada no centro, por que não expandir isso?"", conta Gnaspini.

O Arouche foi escolhido por ser um lugar democrático, "onde um público muito diferente anda junto". Para o organizador, trazer um evento de grande porte para o centrão também tem seu viés urbanístico. "O cara vem ver o artista, mas vê também o lugar. Trazemos não só um público novo, que não se relaciona com esse espaço, mas pessoas mais velhas, que renovam sua experiência aqui. É uma recuperação afetiva do centro", diz o coordenador do evento.

DESTAQUES DA PROGRAMAÇÃO

Amanhã

14h: Aula de dança de salão para cadeirantes (Pista Caribe) e deficientes visuais (Pista Forró)

15h: Aula de valsa (Pista Anos Dourados) e forró paulistinha (Forró)

16h: Orquestra Sílvio Mazzuca (ônibus-palco)

19h: Silent Disco (República)

21h: Show de tango (Anos Dourados)

22h: Campeonato de salsa (Caribe)

Meia-noite: Sambacana Groove (Samba)

Domingo

11h: Aula de chá-chá-chá (Anos Dourados)

13h: Aula de foxtrot (Anos Dourados)

14h: Silent Disco

16h: Festa Vinil é Arte (Anos Dourados)

16h: Festa Rootstock (Forró)

18h: Festa Tecnobrega (Forró)

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.