Arma falha e frentista escapa de tiro em posto em SP

Incidente ocorreu no Auto Posto Gramado, localizado na Avenida Parada Pinto, na Vila Amália

Marcela Spinosa, do Jornal da Tarde,

04 de agosto de 2007 | 15h29

Uma tentativa de assalto a um posto de combustível localizado na Zona Norte da Capital quase terminou em tragédia. Irritado com uma funcionária do estabelecimento - a moça disse que não havia dinheiro no caixa - um dos criminosos disparou em direção a frentista, que não foi atingida porque a arma falhou. Por volta das 19h30 de sexta-feira, 3, três homens chegaram em um veículo Uno ao Auto Posto Gramado, localizado na Avenida Parada Pinto, na Vila Amália. Após abastecer, o motorista afastou o veículo da bomba. Dois homens desceram e pediram cervejas. Quando a funcionária virou para pegar a bebida, eles anunciaram o assalto e renderam a frentista, de 29 anos.  Um dos ladrões exigiu o dinheiro do caixa e, como ela disse que não tinha dinheiro, o bandido encostou a arma em sua barriga e atirou. Por sorte, a arma falhou.  Nesse momento, um policial do Grupo de Operações Especiais (GOE) que abastecia no local foi abordado pelo ladrão, que também atirou contra o policial e não acertou. O policial sacou sua arma e disparou no peito do bandido, que foi levado para o Pronto Socorro de Vila Nova Cachoeirinha. O criminoso G.A.S, de 32 anos, não resistiu ao ferimento e morreu. O s outros ladrões que davam cobertura fugiram e não foram identificados até a tarde deste sábado. Com o bandido morto, a polícia apreendeu uma celular e uma arma calibre 38. A mulher do policial do GOE que estava nos últimos dia de gravidez passou mal e foi encaminhada para o Hospital São Camilo. O caso foi registrado no 38 DP.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.