Argentino e uruguaio são presos por furtar laptops

A polícia prendeu ontem um argentino e um uruguaio - ambos de 51 anos - que furtavam notebooks em hotéis em São Paulo. Sempre bem vestidos, os dois se passavam por hóspedes e pegavam os aparelhos - geralmente de turistas - sem serem notados.

Paulo Saldaña, O Estado de S.Paulo

13 de maio de 2011 | 00h00

O argentino Julio Boza Rodrigues e o uruguaio Carlos Santos Rios (que fala cinco idiomas) foram presos na manhã de ontem após um furto em um hotel na região do Ibirapuera, zona sul. "Eles murcharam o pneu do carro da vítima e a seguiram até a borracharia. Enquanto o uruguaio distraia o motorista com um mapa, fingindo pedir informações, o comparsa pegou o computador que estava no banco de trás", disse o delegado Osvaldo Nico Gonçalves, da Delegacia de Atendimento ao Turista.

A polícia investigava os golpes havia três meses. Só ontem, eles já haviam visitado cinco hotéis. Imagens do circuito interno de dois estabelecimentos, na Avenida Paulista e em Santo Amaro, mostram a ação dos criminosos.

Um terceiro integrante do grupo aparece nos vídeos, mas não foi identificado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.