Áreas de risco: Promotoria entra com 384 ações contra Petrópolis e Estado do Rio

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro entrou na Justiça anteontem com 384 ações públicas, com pedido de liminar, sobre áreas de risco em Petrópolis, na região serrana. Cada uma corresponde a um local de risco, identificado pela Defesa Civil. São réus o Estado, Petrópolis, o Instituto Estadual do Ambiente (Inea) e a Companhia de Desenvolvimento de Petrópolis (Comdep). Os temporais de janeiro na região deixaram 905 mortos e mais de 300 desaparecidos.

, O Estado de S.Paulo

21 de abril de 2011 | 00h00

As ações pedem a classificação das áreas de acordo com o grau de alto, médio ou baixo risco e, a partir daí, o estabelecimento de prazos para remoção definitiva de moradores de ocupações irregulares e provisórias mais críticas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.