Arcebispo reza missa simbólica no Santuário da Penha

Cercado pelas favelas consideradas as mais perigosas do Rio, o Santuário de Nossa Senhora da Penha, na zona norte, recebeu ontem milhares de pessoas para sua primeira missa de Natal após a expulsão dos traficantes que dominavam os Complexos do Alemão e da Penha.

BRUNO BOGHOSSIAN, O Estado de S.Paulo

26 Dezembro 2010 | 00h00

O arcebispo do Rio, Dom Orani Tempesta, comandou a celebração e classificou como "simbólico" o retorno da população à igreja. "O Santuário da Penha é um lugar emblemático na busca pela paz". Crianças encenaram um auto de Natal e houve distribuição de brinquedos doados por voluntários. Após a cerimônia, o arcebispo desceu a escadaria da igreja, com 382 degraus, ao lado do secretário de Segurança, José Mariano Beltrame, que assistiu à missa da primeira fila e se disse emocionado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.