Ar seco deixa capital paulista em estado de atenção

Nível de umidade do ar chegou a 25% nesta tarde, abaixo do mínimo recomendado pela OMS

Rita Cirne, Central de Notícias

01 de setembro de 2009 | 16h25

 

 

SÃO PAULO - A Defesa Civil de São Paulo decretou estado de atenção devido à baixa umidade do ar na cidade. O índice chegou a 25% por volta das 14 horas, segundo informação do Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), abaixo dos 30% recomendados pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

 

Veja também:

especial A previsão do tempo na sua cidade

linkMassa de ar seco mantém tempo estável no início do mês em SP

 

A baixa umidade do ar deve continuar na capital até quinta-feira, segundo o previsão do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). No final de semana, com a chegada da frente fria, a situação deve ser alterada.

 

Uma forma de minorar os efeitos do ar seco é aumentar a umidade das salas e quartos, com uma bacia de água nos quartos, por exemplo. Os cuidados com a saúde incluem ainda o uso de soro fisiológico para evitar o rompimento de vasos do nariz que provocam sangramento.

 

De acordo com a Defesa Civil, é importante que a população evite praticar atividades físicas entre às 10 e 15 horas e procure ingerir bastante líquidos para evitar desidratação. As pessoas que circulam em terrenos baldios e em áreas com bastante vegetação também devem tomar cuidado ao jogar bituca de cigarro para evitar incêndios.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.