Aquecedor errado pode ter provocado mortes

O proprietário do apartamento onde morreram mãe e quatro filhos em Ferraz de Vasconcelos, sob suspeita de vazamento de gás, comprou o modelo errado de aquecedor. Em depoimento, Antônio Aparecido das Neves Júnior afirmou que o equipamento era para gás de rua, já que havia um cano dentro do apartamento. O certo seria um aparelho de gás GLP, abastecido por botijão do condomínio.

O Estado de S.Paulo

26 Setembro 2013 | 02h09

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.