Aposentado suspeito de pedofilia é preso em Maringá

J.M.O. é acusado de abusar de seis crianças com idades entre 10 e 14 anos

Ricardo Valota, do estadão.com.br,

15 de julho de 2010 | 06h28

SÃO PAULO - Apontado pela polícia como autor de abuso sexual contra seis crianças e adolescentes, com idades entre 10 e 14 anos, o aposentado J.M.O., de 56 anos, conhecido como "Tião Carreiro", foi preso, pela Polícia Civil, no início da noite de quarta-feira, 14, em Maringá, interior paranaense, a 450 quilômetros de Curitiba.

Cumprindo mandado de prisão, decretado pela justiça a pedido do delegado adjunto da 9ª Subdivisão Policial (SDP) de Maringá, Nilson Rodrigues da Silva, os investigadores foram até a casa do aposentado, na Vila Santa Isabel, e detiveram o suspeito. "Tião Carrero" começou a ser investigado em maio deste ano após ter sido denunciado à polícia pela mãe de uma adolescente de 14 anos moradora do mesmo bairro. Durante as investigações, os policiais descobriram outras cinco vítimas - três meninas e dois meninos.

No pedido de prisão feito pelo delegado, o policial afirma: "A autoria é certa e quanto a isso inexiste a menor dúvida de que a conduta do acusado foi de péssimo gosto, profundamente chocante e reprovável pelos princípios da moral, merecendo toda a reprovação da sociedade". As crianças confirmaram os abusos à polícia na presença dos pais. O aposentado ficará preso temporariamente e sua prisão poderá ser prorrogada caso a polícia precise de mais tempo para terminar o inquérito e ter em mãos os laudos técnicos feitos pela perícia nas crianças.

Mais conteúdo sobre:
aposentado, pedofilia, suspeito

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.