Após tentar matar mulher e PM, homem é preso em Praia Grande

Criminoso tentava enforcar a esposa quando foi surpreendido por um sargento da PM. Ameaçado, disparou quatro tiros, mas levou dois; sem ferimentos, acabou no Centro de Detenção Provisória

Carolina Spillari, do estadão.com.br,

13 Julho 2011 | 22h43

SÃO PAULO - Após trocar tiros com um policial na manhã desta quarta-feira, 13, em Praia Grande, na Baixada Santista, Wellington Luiz Pereira da Silva foi preso no final da tarde por tentativa de homicídio, confirmou a Polícia Militar (PM).

 

O sargento da PM tentava separar Wellington, com antecedentes de problemas mentais, em uma briga com a esposa. O sargento estava indo trabalhar e passava pelo cruzamento das ruas Kennedy com Cubatão, no bairro Boqueirão, quando foi chamado por pessoas que presenciaram a mulher sendo enforcada pelo marido.

 

Quando tentou separá-los foi ameaçado por Wellington, que disparou quatro tiros e levou dois. Ele foi encaminhado ao Pronto Socorro de Praia Grande, mas sem ferimentos graves, acabou no Centro de Detenção Provisória.

 

Na terça-feira, 12, Wellington deixou os dois filhos, de 7 e 11 anos, em bases da Polícia Militar (PM) em São Paulo e não retornou para buscá-los. Em seguida desapareceu e se internou em um hospital psiquiátrico.

 

Wellington teve alta e com os filhos e a mulher voltou para Praia Grande, após o registro da ocorrência de abandono de incapaz. Foi na volta à Praia Grande, chegando em casa, que começou a enforcar a mulher. O caso foi registrado pela Delegacia da Mulher de Praia Grande, informou a PM e a punição está a cargo da justiça. Wellington cometeu os crimes de dupla Tentativa de homicídio, porte de arma e resistência à prisão. As informações são da PM de Praia Grande.

Mais conteúdo sobre:
Praia Grandeviolência

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.