Após site, livro reunirá arte do Bexiga

No ano passado, o Centro de Preservação Cultural (CPC) da Universidade de São Paulo fez um raio X da vida cultural do Bexiga, bairro no centro de São Paulo. O objetivo era dar visibilidade aos ateliês, teatros e livrarias alternativos que funcionam em salas escondidas e, às vezes, sem placa nas redondezas.

O Estado de S.Paulo

14 Março 2013 | 04h20

Esse material virou um site, como previa o projeto inicial. E, no meio deste ano, vai tomar a forma de livro, o Bixiga em Artes e Ofícios.

Como o CPC funciona na Casa da Dona Yayá, na Rua Major Diogo, também no centro, o site foi batizado de www.yayabixiga.com.br. Além do mapeamento dos principais polos culturais, há um material extra. São vídeos e fotos que apresentam cada um dos locais.

Ao acessar o link de teatros, o internauta fica sabendo, por exemplo, que no número 240 da Rua Treze de Maio funciona a Companhia dos Narradores - fundado em 1997, sob a inspiração do dramaturgo alemão Bertolt Brecht (1898-1956). Trata-se de um grupo de ocupação da cidade, que procura oferecer uma visão crítica de fatos do cotidiano, com peças que muitas vezes ocupam as ruas.

Há outras curiosidades. Em Literatura, descobre-se que no bairro sobrevive uma livraria marginal - a maior do País -, a Suburbano Convicto. Fica no segundo andar de um edifício antigo, também na Rua Treze de Maio, 70. / VALÉRIA FRANÇA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.