Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Após série de apagões, número de reclamações dobra em SP

Ocorrências abragem atendimento, pagamento de contas e cobranças indevidas por parte das concessionárias

Gustavo Miranda, estadao.com.br

24 de abril de 2008 | 19h09

O número de reclamações dos consumidores das concessionárias de energia de São Paulo mais que dobrou entre janeiro e março. É o que mostra um levantamento feito pela Agência Reguladora de Saneamento e Energia do Estado de São Paulo (Arsesp), com base nas estatísticas da ouvidoria da entidade, que recebe reclamações sobre atendimento, pagamento de contas, cobranças indevidas, entre outros motivos.   Em pouco mais de 30 dias, a Grande São Paulo foi palco para pelo menos quatro incidentes que causaram falhas no fornecimento de energia. O mais grave aconteceu no dia 4 de março, quando 690 mil unidades ficaram às escuras na capital paulista, semáforos ficaram apagados e a cidade experimentou o caos ainda maior no trânsito. É exatamente em março que se sente o reflexo desses incidentes no número de reclamações recebidos pela entidade: foram 33.301 ocorrências. Em janeiro, quando é comum aumentar as reclamações por causa de chuvas de verão, houve 16.301.   Segundo a assessoria de imprensa da agência, nos primeiros meses do ano é comum que exista um aumento no número de reclamações, em decorrência das condições meteorológicas. A explicação é a seguinte: há um significativo número de ocorrências na rede devido à queda de árvores e material arremessado na rede. A interrupção do fornecimento de energia é a terceira causa mais freqüente de reclamação dos consumidores na Agência Reguladora de Saneamento e Energia do Estado de São Paulo (Arsesp).   De acordo com dados da agência obtidos pelo estadao.com.br, o motivo só ficou atrás das reclamações por atendimento e por questões relacionadas ao faturamento das contas. Ao todo, em 2007, a agência registrou 157.440 ocorrências - pouco mais de 18 mil são referentes à interrupção do fornecimento de energia.   A Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) realizará nesta sexta-feira, 25, das 8 às 13 horas, uma audiência pública no Auditório da Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getúlio Vargas (Avenida Nove de Julho, 2.029, Bela Vista). A audiência tem como objetivo obter informações da população para aprimorar a norma que trata das condições gerais de fornecimento de energia elétrica.

Tudo o que sabemos sobre:
Arsespenergiaconsumidorfornecimento

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.