Após remoção, governo anuncia 5 mil moradias em São José dos Campos

Moradias serão destinadas às famílias que atendam aos critérios dos programas de habitação

estadão.com.br,

26 de janeiro de 2012 | 18h46

SÃO PAULO - O governador Geraldo Alckmin anunciou nesta quinta-feira, 26, a construção de cinco mil moradias em São José dos Campos, no interior de São Paulo, onde uma reintegração retirou diversas famílias de um terreno ocupado irregularmente. O anúncio foi feito no Palácio dos Bandeirantes, após assinatura do convênio que autoriza o repasse do aluguel social para auxiliar os ex-moradores do espaço.

As unidades habitacionais são uma parceria entre os Governos Federal (Programa Minha Casa, Minha Vida), Estadual (CDHU e Casa Paulista) e Municipal. A Prefeitura de São José dos Campos já disponibilizou terrenos para a construção imediata de 1,1 mil moradias populares.

A previsão de entrega é de 18 meses. As demais unidades, que serão viabilizadas nos próximos anos, ainda dependem de definição de áreas. As moradias serão destinadas às famílias com renda de até três salários mínimos, que não tenham imóvel e atendam aos critérios dos programas sociais de habitação.

Aluguel social. O auxílio aluguel para as famílias será de até R$ 500. A duração do benefício será de seis meses, podendo ser prorrogada até as famílias receberem o atendimento habitacional por definitivo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.