Nelson Almeida/AFP
Nelson Almeida/AFP

Após queda, nível de água do Sistema Cantareira volta a subir

Nível do reservatório em crise teve aumento de 0,3 ponto porcentual; Alto Tietê também registra elevação

O Estado de S. Paulo

27 de outubro de 2015 | 09h33

SÃO PAULO - Após queda na segunda-feira, 27, o Sistema Cantareira, responsável pelo abastecimento de 5,2 milhões de pessoas teve um aumento de 0,3 ponto porcentual nesta terça-feira, 27, segundo o relatório diário divulgado pela Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp). O reservatório está em 15,9% da capacidade contra 15,6% no dia anterior. O dado divulgado pela estatal considera as duas cotas do volume morto que estão sendo utilizadas. Tirando a "reserva técnica", o Cantareira está com o nível negativo: - 13,4%. 

O Sistema Alto Tietê, também em crise, responsável por fornecer água para as cidades do Alto Tietê, na Grande São Paulo, e na zona leste da capital, teve um aumento mais tímido de apenas 0,1 ponto porcentual, passando de 13,8% para 13,9% nesta terça-feira. 

Outros mananciais. O Guarapiranga, atual responsável por abastecer o maior número de clientes da Sabesp (5,8 milhões), voltou ficou estável em 76,7% da capacidade. Na segunda-feira, 26, a represa teve aumento de 0,5 ponto porcentual a mais do que no dia anterior, quando registrava 76,2%.

O Sistema Rio Grande aumentou em 0,1 ponto porcentual o volume de água represada e passou de 86,5% para 86,6%. Já o Alto Cotia ficou estável com 58,3% da capacidade. O Rio Claro teve incremento de 0,1 ponto porcentual. O sistema opera com 54,7%.


Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.