Após quase cinco horas, SP deixa estado de atenção por baixa umidade

Capital retornou para observação após indíce ficar acima de 30%, segundo dados da Defesa Civil

estadão.com.br,

04 de janeiro de 2012 | 14h50

SÃO PAULO - A capital paulista voltou para o estado de observação à 16h55 desta quarta-feira, 4, por causa do baixo índice de umidade do ar.

Por volta das 12h15, a cidade entrou em atenção após o índice ficar abaixo de 30%, segundo o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), órgão da Prefeitura responsável pela previsão meteorológica.

Nos meses em que ocorrem poucas chuvas é comum que a umidade do ar fique reduzida, o que causa um aumento nos níveis de dióxido de enxofre e material particulado, devido às piores condições de dispersão. Isso propicia o surgimento ou agravamento de doenças respiratórias, cardiovasculares e oculares.

Na quinta-feira, 5, o ar mais quente e seco garante mais um dia ensolarado e quente na capital paulista. Entre o final da tarde e a noite, a entrada da brisa marítima provoca o aumento da nebulosidade e há pequena chance de chuva. A umidade do ar atinge valores próximos de 30%. Mínima de 16ºC e máxima de 29ºC.

Na sexta-feira, 6, a cidade terá mais um dia com sol e temperaturas elevadas na região metropolitana. A partir da tarde, o forte calor e a entrada da brisa marítima geram áreas de instabilidade que provocam pancadas de chuva com trovoadas. Podem ocorrer pontos com maior intensidade, o que pode produzir pontos de alagamento. Os termômetros oscilam entre 17ºC e 31ºC.

O texto foi atualizado Às 17h40.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.