Werther Santana/Estadão
Werther Santana/Estadão

Após pouca chuva, nível do Sistema Cantareira se mantém estável

Principal manancial de SP opera com 19,8% da capacidade; todos os outros cinco reservatórios registram alta no volume de água

Felipe Cordeiro, O Estado de S. Paulo

13 Maio 2015 | 09h43

SÃO PAULO - O nível do Sistema Cantareira, responsável por abastecer cerca de 5,4 milhões de pessoas na capital paulista e na Grande São Paulo, manteve-se estável nesta quarta-feira, 13, após dois dias de alta. Segundo relatório da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp), o manancial opera com 19,8% da capacidade, o mesmo índice de terça-feira, 12. Os outros cinco principais reservatórios de abastecimento registraram aumento do volume de água armazenada.

Sobre a região do Cantareira, choveu apenas 3,8 milímetros nas últimas 24 horas. Nos 13 primeiros dias de maio, a precipitação acumulada é de 35,1 mm, ligeiramente acima do esperado para o período (32,7 mm) tendo em consideração a média histórica de 2,51 mm de chuva por dia.

O reservatório se manteve estável nesta quarta-feira também de acordo com os outros índices divulgados pela Sabesp. Segundo o cálculo que considera o volume negativo da represa, que passou a ser divulgado pela companhia em abril após ordem da Justiça, o nível está em -9,5%, o mesmo do dia anterior.

Já por um terceiro porcentual, no qual o volume armazenado é dividido pelo volume útil somado às duas cotas do volume morto, o manancial opera com 15,3% da capacidade.

Outros mananciais. Os demais sistemas tiveram alta no volume de água armazenada. Proporcionalmente, o que cresceu mais foi o nível do Rio Claro, responsável por abastecer aproximadamente 1,5 milhão de pessoas. O reservatório aumentou 1,2 ponto porcentual e passou de 53,5% para 54,7% depois de 37,6 mm de chuvas.

Já o Guarapiranga - sistema que atualmente abastece mais pessoas na Grande São Paulo (5,8 milhões) - teve alta de 0,3 ponto porcentual e opera com 82,7% de sua capacidade. O mesmo aumento teve o Rio Grande, que variou de 96% para 96,3% de um dia para o outro. O manancial serve cerca de 1,4 milhão de consumidores.

Por sua vez, o Alto Cotia, o menor dos sistemas da Sabesp (410 mil pessoas), opera com 67,7% da capacidade, 0,2 ponto porcentual a mais do que no dia anterior, enquanto o Alto Tietê (4,5 milhões), 23,1%, 0,1 ponto superior ao registrado na terça-feira. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.