Após pico no começo da manhã, trânsito de SP começa a cair

Por volta das 11h, cidade acumulava cerca de 50 km de congestionamento; marginais são piores trechos

Fabiana Marchezi, estadao.com.br

20 Fevereiro 2009 | 10h45

O motorista que trafegava pelas principais vias da capital paulista por volta das 11 horas desta sexta-feira, 20, véspera do feriado prolongado de carnaval, enfrentava 50 quilômetros de congestionamento. O índice representa 6% dos 835 quilômetros monitorados e está dentro da média para o período, segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET).  Veja também:Josélia Pegorim comenta a previsão do tempo  A previsão do tempo para a sua cidade    Como o trânsito parou SP e números da frota Dossiê Estado: os números do trânsito em SP  Acompanhe a situação do trânsito rua-a-rua   Os traços em vermelho representam trechos congestionados nesta manhã. Fonte: CET Piores trechos congestionados - Marginal do Pinheiros, sentido Interlagos, pista expressa, desde a Rodovia Castelo Branco até a Ponte Cidade Universitária, com 5.600 metros.- Marginal Tietê, sentido Castelo Branco, pista expressa, entre as pontes Aricanduva e Jânio Quadros, com 4.100 metros.- Corredor Norte-Sul, sentido Aeroporto, entre as praças Campo de Bagatelle e Bandeira, com 3.900 metros. Situação dos principais corredores  Zona Sul- Marginal do Pinheiros: lentidão no sentido Interlagos, pista expressa, desde a Rodovia Castelo Branco até a Ponte Cidade Universitária. Zona Oeste- Ligação Leste-Oeste: engarrafada no sentido Lapa, entre as avenidas Alcantara Machado e 23 de Maio.  Zona Norte- Marginal Tietê: congestionada no sentido Castelo Branco, pista expressa, entre as pontes Aricanduva e Jânio Quadros.  Zona Leste- Radial Leste: morosidade no sentido centro, desde o início do Viaduto Pires do Rio até a Avenida Brasil.  Centro - Avenida do Estado: congestionada no sentido Ipiranga, desde a Rua da Cantareira até a Avenida Mercúrio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.