Após os sem-terra e teto, surgem os sem-asfalto

Moradores de seis bairros de Sorocaba se reuniram no Movimento dos Sem-Asfalto para cobrar o serviço da prefeitura

José Maria Tomazela, O Estado de S.Paulo

18 de novembro de 2010 | 00h00

Moradores de imóveis localizados em ruas de terra criaram o Movimento dos Sem-Asfalto (MSA) para cobrar a pavimentação de 400 vias públicas em bairros de Sorocaba, a 92 km de São Paulo. Ontem, eles lotaram a sessão da Câmara Municipal da cidade com faixas e cartazes para cobrar o asfaltamento das ruas.

Antes, organizaram ações e um protesto que culminaram com a interdição de ruas para reivindicar a melhoria. Na segunda-feira, um grupo deve ser recebido por assessores do prefeito Vitor Lippi (PSDB).

Os integrantes do MSA são moradores dos bairros do Éden, Iporanga 1 e 2, Brigadeiro Tobias, Montevidéu e Santo André, onde estão a maior parte das ruas de terra da cidade.

Saúde. Segundo eles, a falta de pavimentação agrava os problemas respiratórios e prejudica o transporte público nos bairros. "Quando chove, os ônibus não entram nas ruas sem asfalto", diz José Antonio da Silva, um dos líderes do Movimento dos Sem-Asfalto. Segundo ele, os grupos foram à Câmara Municipal cobrar a aprovação de uma emenda que destinaria R$ 7 milhões à pavimentação de ruas. A proposta voltará a ser discutida.

Uma norma municipal exige a adesão da maioria dos moradores para o asfaltamento da rua. Parte do custo é rateada entre os moradores. Os sem-asfalto afirmam que não são contra pagar pela benfeitoria, mas querem negociar um prazo três vezes maior que os 12 meses oferecidos atualmente pela administração do município.

Os líderes do movimento afirmam que muitos não conseguem financiar o asfalto porque têm pendências com órgãos de proteção ao crédito. O grupo vai discutir com a prefeitura as alternativas para conseguir o asfalto para as ruas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.