Arquivo Pessoal
Arquivo Pessoal

Após morte em Bauru, universitários cancelam mais de 60 festas

Humberto Moura Fonseca, de 23 anos, morreu após participar de uma competição para ver quem bebia mais vodca

Luiz Felipe Barbiéri, Especial para o Estado, O Estado de S. Paulo

02 de março de 2015 | 20h04

A morte doestudante de Engenharia Elétrica da Unesp Humberto Moura Fonseca, de23 anos, depois de uma competição entre bebedores de vodca, nestesábado, 28, levou os universitários de Bauru a cancelar festasorganizadas pela internet.

 

Segundo o Estado apurou,mais de 60 eventos foram desmarcados entre a noite de sábado, 28, ea tarde de domingo, 1º. O que chamou a atenção, no entanto, foique mesmo festas já realizadas também tiveram os perfis tirados doar.

“Eu e as pessoas queorganizamos festas antigas pensamos que a polícia poderia começar ainvestigar eventos passados também, já que nenhum deles tinhalicença ou alvará para acontecer ou para a venda de bebidas ”,afirmou uma estudante, que pediu para não ser identificada. Eladisse ter participado da coordenação de três festas entre 2011 e2012, em que, segundo ela, não houve o chamado circuito alcoólico.

Outro estudante que tambémpediu para não ser identificado defendeu a realização dos eventos,mas sem as disputas. “Essa competição era separada da festa. Foiantes de começar. A festa seria muito boa”, disse. “Cancelaramos eventos para evitar que a mídia generalize as festas open bar.”

O circuito alcoólico nãoera obrigatório aos participantes da festa. Muitos reclamaram deterem sidos retirados do local logo no início do evento.

Humberto Moura Fonsecamorreu após beber 25 copinhos plásticos de vodca e entrar em coma.O jovem foi enterrado na tarde deste domingo, na cidade de Passos,sul de Minas Gerais.

 

 

Tudo o que sabemos sobre:
Baurufestavodkabebidacompetição

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.