Após Kassab, secretarias também veem falhas na Cracolândia

Gestões da Saúde e Segurança afirmam que ação de 5ª destoou do entrosamento entre Estado e Prefeitura

Priscila Trindade, da Central de Notícias,

26 Fevereiro 2010 | 19h25

As secretarias municipal de Saúde e a do Estado de Segurança Pública de São Paulo o (SSP) e a Municipal de Saúde admitiram na tarde desta sexta-feira, 26, que o resultado da operação contra o tráfico de drogas na Cracolândia, no centro da cidade, feita pela Polícia Civil, na tarde de ontem, destoou do entrosamento que tem havido entre a Prefeitura e o Estado de São Paulo.

 

Veja também:

linkAção na cracolândia provoca 'fuga' de agentes de saúde

linkPolícia prende 33 por tráfico na Luz

link'Noias' chegam à base e agentes de saúde fogem

 

Em nota, os órgãos destacam, que a "descoordenação entre os agentes da operação inviabilizou o atendimento adequado aos usuários de drogas". Cerca de 300 usuários de drogas foram levados para o 3º Distrito Policial, na Santa Ifigênia, mas acabaram sendo liberados por falta de funcionários da prefeitura para atendê-los. A nota diz ainda que a polícia desenvolveu importante ação de repressão ao tráfico de drogas: foram presos 33 traficantes.

 

 

Hoje cedo, o prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (DEM), afirmou durante a inauguração de uma Unidade Básica de Saúde em Parelheiros, na zona sul da cidade, que houve falta de integração entre prefeitura e governo do Estado durante a ação. Kassab se reuniu hoje à tarde com o secretário da Segurança Pública do Estado, Antonio Ferreira Pinto, e com o secretário municipal de Saúde, Januário Montone, para discutir o problema.

 

A nota das secretarias também informa que desde o início da Ação Integrada Centro Legal, em 22 de julho do ano passado, já foram realizadas 64.957 abordagens, 3.141 encaminhamentos para atendimento de saúde e assistência social e 190 internações de usuários de drogas.

 

As polícias civil e militar realizaram 222 prisões em flagrante, 46 prisões por mandado judicial, encaminharam 58 adolescentes à Fundação Casa e apreenderem 29,3 kg de cocaína e crack, 8,7 kg de maconha e 110 gramas de comprimidos. Além disso, localizaram e devolveram aos seus donos 13 veículos furtados ou roubados, apreenderam 5 armas de fogo e 10 armas brancas.

Mais conteúdo sobre:
Cracolândia SP drogas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.