Prefeitura de São Paulo
Prefeitura de São Paulo

Após incêndio, Viaduto Alcântara Machado passa por vistoria nesta sexta

A estrutura teve o tráfego interditado após barracos que estavam sob o local pegar fogo. Secretaria fará avaliação

Redação, O Estado de S.Paulo

13 de setembro de 2019 | 00h42
Atualizado 13 de setembro de 2019 | 11h57

SÃO PAULO - Um incêndio destruiu na noite desta quinta-feira, 12, barracos localizados embaixo do Viaduto Alcântara Machado, na Mooca, zona leste de São Paulo, e provocou o fechamento da estrutura. A Secretaria de Infraestrutura Urbana e Obras (Siurb) faz vistoria e avalia as condições do viaduto na manhã desta sexta-feira, 13, para avaliar as condições de tráfego no local.

No início da manhã, a estrutura permanecia interditada e a Prefeitura indicava trajetos alternativos pelas Avenidas Rangel Pestana e Celso Garcia. A Rua Piratininga, no Brás, também foi fechada. Não há previsão de liberação.

Às 19h07 desta quinta, o Corpo de Bombeiros foi acionado para ocorrência no local e deslocaram três viaturas para a região, controlando as chamas em poucas horas. A corporação não informou o que teria iniciado o incêndio e às 23h25 deixou a área após um trabalho de rescaldo. Cerca de 100 pessoas tiveram seus locais de moradia destruídos pelas chamas.

De acordo com o prefeito Bruno Covas (PSDB), que esteve no viaduto após o incêndio, as pessoas se recusaram a receber acolhimento. Ele disse que a ocupação da área do viaduto, onde moram um total de 130 famílias, tem um pedido de reintegração de posse pela administração municipal que estava sendo deliberado pela Justiça.

"É um daqueles casos em que estamos tentando uma saída no Poder Judiciário e não depende apenas da Prefeitura. Estávamos às vésperas de marcar a operação e infelizmente aconteceu essa fatalidade", disse Covas. 

A Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social (SMADS) prestou atendimento para 32 famílias afetadas pelo incêndio no viaduto.

Segundo a Prefeitura, a SMADS, por meio da Coordenadoria de Pronto Atendimento Social (CPAS), ofertou acolhimento e insumos, sendo 70 colchões, 70 cobertores, 40 cestas básicas e 40 kits de higiene. Apenas uma pessoa aceitou acolhimento. As outras famílias recusaram e preferiram ir para casa de familiares.

A Siurb informou que o Viaduto Alcântara Machado foi vistoriado visualmente em janeiro deste ano. Durante os trabalhos, não foi constatada a necessidade de intervenções emergenciais. Em junho, foi publicado o edital para contratação do laudo estrutural. Em agosto, a licitação foi suspensa para atender questionamentos do Tribunal de Contas do Município (TCM).

Veja as alternativas de trânsito

Com o fechamento do viaduto na Radial Leste, a Companhia de Engenharia de Trânsito (CET) recomenda que, se possível, os motoristas evitem a região e sugere algumas alternativas:

  • Quem se desloca de locais mais distantes, pode utilizar como alternativa o Rodoanel e o minianel viário.
  • A Marginal do Tietê e a Avenida do Estado são opções para os motoristas que saem da Vila Prudente e da Mooca.
  • A Avenida Celso Garcia também é boa alternativa. Uma faixa reversível foi montada na via, no sentido centro, no período da manhã.

A faixa reversível da Radial Leste não foi montada. A CET informou que foram colocados 30 painéis luminosos em pontos estratégicos para alertar os motoristas sobre a interdição.

Veja as linhas de ônibus que tiveram o itinerário alterado

A São Paulo Transporte (SPTrans) informou que seis linhas de ônibus operam com desvios de itinerário no sentido centro:

  • 100/10 Term. Vl. Carrão - Pça. da Sé - Desvio no sentido centro: normal até a Rua dos Trilhos, retornando ao Terminal Vila Carrão
  • 3160/10 Term. Vl. Prudente – Term. Pq. D. Pedro II - Desvio no sentido centro: normal até a Rua dos Trilhos, retornando ao Terminal Vila Prudente
  • 174M/10 Vl. Sabrina – Museu do Ipiranga - Desvio no sentido centro: normal até a Rua do Gasômetro, Viaduto Diário Popular, Avenida do Estado, Avenida Professor Prefeito Passos, Rua Teixeira Leite, prosseguindo normalmente
  • 573H/10 Hosp. Sapopemba – Metrô Bresser - Desvio no sentido bairro: normal até a Rua do Hipódromo, Rua dos Trilhos, Rua Taquari, Rua da Mooca, Rua Borges de Figueiredo, prosseguindo normalmente.
  • 2101/10 - Pça Silvio Romero – Pça da Sé - Desvio no sentido bairro: Normal até a Avenida Rangel Pestana, Avenida do Exterior, Viaduto 31 de Março, Avenida Alcântara Machado, prosseguindo normal, deixando cerca de quatro pontos desatendidos.
  • 274P/10 Penha – Metrô Vl. Mariana - Desvio no sentido centro: normal até a Rua do Gasômetro, Viaduto Diário Popular, Avenida do Estado, Avenida Professor Prefeito Passos, Rua Teixeira Leite, prosseguindo normalmente

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.