Após forte chuva, São Paulo sai do estado de atenção

Cidade tinha 4 pontos de alagamento, às 17h20; previsão é que haja mais temporais até 2ª

da Redação - estadao.com.br,

22 de novembro de 2008 | 15h23

Uma forte chuva que atingiu a cidade de São Paulo no final da tarde deste sábado, 22, deixou a cidade em estado de atenção por mais de uma hora. Por volta das 16h55, o site do Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE)  havia retirado o alerta para as zonas norte, leste, oeste e ainda nas regiões central e sudeste. As marginais também foram sinalizadas como pontos de alerta.     Veja também: Explosão de gás abre cratera e interdita BR-470 em SC   No entanto, a CGE apontava que ao menos quatro locais da cidade ainda tinham pontos de alagamento. Por volta das 17h20, as ruas Matimpererê e Darzan, na zona norte, a Rua Turquia, na zona oeste, e a Avenida 23 de Maio, na região central, tinham alagamento, mas todos em situação transitável, segundo o CGE.   As áreas de instabilidade que provocaram o temporal na capital paulista se deslocaram para a região do ABC e para o litoral. Ainda chove leve em São Paulo. A previsão é que novas pancadas de chuva caiam sobre São Paulo até o fim da noite, pois novas áreas de instabilidade se foram no interior do Estado e se deslocam em direção à capital.   Carro levanta água do chão na Avenida Sumaré, zona oeste. Foto: J.F.Diório/AE    Em Santa Catarina, a chuva que atinge o leste do Estado deixou até este sábado 746 desabrigados e desalojados. Segundo informações da Defesa Civil, alagamentos e deslizamentos de terra são registrados em vários municípios. Em Balneário Camboriú, o Hospital Santa Inês foi atingido pelo desmoronamento de um barranco que atingiu duas alas e a cozinha, obrigando a direção do hospital a remover os pacientes para outros setores.   Em Brusque, 100 casas foram interditadas por causa de um deslizamento, que deixou cinco pessoas levemente feridas. No município, 300 pessoas estão desabrigadas e 160 estão sem alojamento, segundo a Defesa Civil. Em Navegantes, deslizamentos e alagamentos já deixaram 100 pessoas desabrigadas; em São Francisco do Sul foi registrada a queda de barreiras sobre casas do comércio da cidade.     Previsão   A Secretaria Nacional de Defesa Civil (Sedec), do Ministério da Integração Nacional, alertou as Defesas Civis de 16 Estados e do Distrito Federal por conta da possível ocorrência de chuvas fortes  na próxima semana. De acordo com a Sedec, até a próxima segunda, 24, os temporais devem atingir os Estados de Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Acre, Bahia, Tocantins, Rondônia, Pará, Piauí, Maranhão, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Espírito Santo, Mato Grosso, Amazonas, Goiás e Distrito Federal. Em alguns momentos, as chuvas devem ser acompanhadas por raios.   A Sedec recomenda que a população evite áreas de alagamentos e lugares que ofereçam pouca ou nenhuma proteção contra raios e ventos fortes. Os alertas foram baseados em informações do Centro de Previsão e Estudos Climáticos (Cptec) e do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).   (Com Alexandre Inacio, da Agência Estado, e Fabiana Marchezi, do estadao.com.br)   Matéria ampliada às 17 horas

Tudo o que sabemos sobre:
chuvaSão Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.