Após fazer reféns, 45 adolescentes fogem da Fundação Casa

Jovens arrancaram uma janela do dormitório e usaram a estrutura metálica para quebrar o muro; reféns tiveram ferimentos leves

José Maria Tomazela, O Estado de S. Paulo

07 Agosto 2016 | 17h30

SOROCABA – Depois de tomar três funcionários como reféns, 45 adolescentes fugiram da unidade da Fundação Casa, em Mongaguá, litoral sul de São Paulo, na noite de sábado (6). Eles arrancaram uma janela do dormitório e usaram a estrutura metálica para quebrar o muro.

Os reféns foram libertados, mas sofreram ferimentos leves. Quatro dos fugitivos foram recapturados na madrugada deste domingo (7), durante buscas realizadas pela Polícia Militar. Eles estavam escondidos numa mata próxima da unidade.

A fuga em massa será apurada pela corregedoria geral da Fundação Casa. A unidade tinha 61 adolescentes cumprindo medida socioeducativa. A corregedoria instaurou sindicância para apurar as circunstâncias da fuga. O prazo para o término da investigação é de 90 dias.

Os adolescentes envolvidos e os que foram ou ainda forem recapturados passarão por uma comissão de avaliação disciplinar. O Judiciário e os familiares serão informados da ocorrência, segundo nota da Fundação Casa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.