Após falhas, corregedor da PM é afastado do cargo

Falta de resposta às denúncias de violência policial derruba David Rosolen, que será substituído pelo chefe do Comando de Policiamento Metropolitano (CPM), coronel Admir Gervásio Moreira

Marcelo Godoy, de O Estado de S. Paulo

21 de maio de 2010 | 15h49

SÃO PAULO - David Nelson Rosolen, comandante da Corregedoria da Polícia Militar (PM), acaba de ser afastado do cargo. Será substituído pelo atual chefe do Comando de Policiamento Metropolitano (CPM), coronel Admir Gervásio Moreira.

 

O motivo da saída de Rosolen é o fato da Corregedoria da PM ter sido surpreendida constantemente por denúncias de violência policial sem que o órgão tenha reagido com celeridade nas apurações esperada pela cúpula da polícia.

 

Além de Rosolen, outros oficiais devem ser afastados da corregedoria. A mudança do corregedor não está relacionada às alterações em alguns importantes comandos da PM, programadas para o fim deste mês por causa da aposentadoria de quatro coronéis.

Tudo o que sabemos sobre:
PMcorregedoria

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.