Após Dia das Mães, 793 presos indultados ficam nas ruas em SP

Índice de detentos beneficiados que não voltaram para prisão é o mais baixo dos últimos quatro anos no Estado

Elvis Pereira, estadao.com.br

19 de maio de 2008 | 19h32

Setecentos e noventa e três presos beneficiados com a saída temporária no Dia das Mães não retornaram ao sistema prisional do Estado de São Paulo. O número corresponde a 4,44% dos 17.845 detentos indultados na ocasião. O índice é um dos mais baixos dos últimos anos. Segundo a Secretaria de Administração Penitenciária (SAP), em 2007, não regressaram 4,70%, em 2006, 7,63%, em 2005, 6,41% e em 2004, 6,48%. Na capital e na Grande São Paulo, dos 2.828 indultados, 77 permaneceram nas ruas - 2,72% do total. A saída, de até 7 dias, é concedida cinco vezes no ano a presos do regime semi-aberto e com bom comportamento. Ao despeitar o prazo definido para retorno, o preso passa a ser considerado foragido e perde o benefício do semi-aberto. Caso for recapturado, ele será enviado para o regime fechado.

Tudo o que sabemos sobre:
indultoDia das MãesSAPpresos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.