Após deixar prisão, homem é feito refém e é 'julgado' pelos vizinhos

Duas pessoas foram presas e um menor apreendido; família da vítima diz que desconhecidos queriam matá-lo

Solange Spigliatti, do estadão.com.br

11 de junho de 2010 | 08h52

SÃO PAULO - Três pessoas foram presas em flagrante no fim da noite desta quarta-feira, 9, acusadas de manter um homem, de 54 anos, refém, durante um 'julgamento' em uma casa no Jardim Santo Afonso, em Guarulhos, na Grande São Paulo.

 

O refém tinha acabado de deixar a prisão, onde havia cumprido pena, entre outros crimes, por pedofilia. Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP), moradores do bairro decidiram se reunir para estabelecer mais uma punição.

 

No momento em que os policiais foram até o local, várias pessoas fugiram pelos fundos e, na fuga, dispararam contra eles. Dentro da casa, os homens do Garra encontraram o refém e familiares dele, que disseram que o homem foi retirado de sua casa por quatro pessoas desconhecidas e levado até aquele local, onde as pessoas que ali estavam pretendiam matá-lo.

 

Foram presos o estudante M.O.L., de 18 anos, a servente L.V.C., de 40 anos, e apreendido um estudante de 17 anos. No local foram encontradas uma corda e uma arma de brinquedo. A polícia investiga o caso, e realiza buscas pelos outros fugitivos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.