Vivi Zanatta/AE
Vivi Zanatta/AE

Após críticas, Kassab quer descentralizar palcos da Virada

Para resolver o problema do lixo acumulado e dos banheiros químicos, prefeito anuncia atrações afastadas

da Redação, estadao.com.br

04 Maio 2009 | 14h18

Após críticas de desorganização na Virada Cultural, a Prefeitura de São Paulo anunciou mudanças para a edição de 2010 do evento. A intenção é evitar a sujeira deixada nas ruas do centro da cidade, região que concentra a maioria dos shows e apresentações da Virada. "A empresa contratada encontrou dificuldades para fazer a limpeza na região central em função do público, que se ‘emendou’ de um evento para o outro. No ano que vem, vamos afastar um pouco os palcos dos eventos."

 

Veja também:

mais imagens Confira galeria de fotos da 5ª Virada Cultural 

 

A estimativa é de que 4 milhões de pessoas tenham participado da Virada Cultural, que aconteceu entre sábado e domingo na capital paulista e 800 atrações. Na terça, a São Paulo Turismo deve divulgar uma pesquisa feita com o público durante a Virada.

 

Shows atraem mais

 

Como nas edições anteriores, os shows musicais foram os que atraíram mais gente nas 24 horas do evento, que se estendeu entre as 18 horas de sábado até as 18 horas de domingo. Entre eles, destacaram-se os ídolos populares do palco brega no Largo do Arouche, a maratona em homenagem a Raul Seixas na Luz e os shows da São João. A maratona também teve peças de teatro, filmes de terror, dança, malabarismo e manifestações de artistas plásticos.

 

O prefeito Gilberto Kassab (DEM) comemorou a o número, e comentou as reclamações sobre o lixo espalhado, o cheiro de urina que tomou os arredores de shows e o tumulto no Metrô. "O lixo e as ocorrências registradas são pequenas perto desse número." Foram registradas 512 ocorrências médicas, a maioria por intoxicação por álcool.

Mais conteúdo sobre:
Virada Cultural Gilberto Kassab

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.