Após confissão de envenenamento, menor vai à Fundação Casa

Adolescente de 17 anos confessou ter colocado veneno em bolo; três crianças comeram e foram hospitalizadas

Solange Spigliatti, estadao.com.br

23 Março 2009 | 13h23

A adolescente 17 anos que confessou ter envenenado uma família com um bolo de chocolate na última quinta-feira, 19, na zona sul da cidade, foi encaminhada para a Fundação Casa, no sábado, 21. Ela foi presa na sexta-feira, 20, na casa dos pais, no Cambuci, e confessou o crime, durante depoimento no 6ºDP, perante os pais e o delegado que investiga o caso.

 

Após a confissão, ela foi transferida para uma unidade da Fundação Casa. A unidade não foi divulgada por questão de segurança, segundo a assessoria da Fundação.

 

No depoimento, ela disse que o namorado, Amauri de Lima, de 21 anos, ex-marido da empregada doméstica Ivonete Mendes Rodrigues, de 30 anos, grávida de 5 meses, também participou do crime, mas ainda não foi encontrado e nem se entregou.

 

O bolo foi deixado em frente da casa de Ivonete, que acabou sendo ingerido por três dos seis filhos dela, de 4, 5 e 6 anos. As crianças foram internadas no Hospital do Grajaú, e já receberam alta.

Mais conteúdo sobre:
envenenamentoFundação Casa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.