Tiago Queiroz/Estadão
Tiago Queiroz/Estadão

Após chuvas, nível do Cantareira sobe pelo quarto dia seguido

Principal reservatório que abastece a Região Metropolitana de São Paulo tem alta de 0,1 ponto porcentual e chega a 5,7%

O Estado de S. Paulo

08 Fevereiro 2015 | 09h48

SÃO PAULO - Mesmo com a chuva que atingiu a capital e a Grande São Paulo nesse sábado sendo bem menos intensa que a dos dias anteriores, o nível do Sistema Cantareira subiu 0,1 ponto porcentual e chegou à marca de quatro dias seguidos de alta em 2015. O reservatório, que abastece 8,1 milhões de pessoas, teve índice pluviométrico de 0,5 milímetro e agora opera com 5,7% de sua capacidade.

As outras cinco represas responsáveis por abastecer a Região Metropolitana de São Paulo também tiveram aumento no volume de água armazenada. O Sistema Guarapiranga foi de 51,1% para 52,3% de sua capacidade, uma alta de 1,2 ponto porcentual. Com 97,2 mm de chuva acumulados em fevereiro, o sistema já se aproxima da metade da média histórica para o período.

O Alto Tietê subiu 0,3 ponto porcentual de sábado para domingo e sua capacidade passou para 12,4%. Alto Cotia, Rio Grande e Rio Claro operam com 32,6%, 78,9% e 31% de suas capacidades, respectivamente.

Mais conteúdo sobre:
crise da água Cantareira

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.