Após chuva, Franco da Rocha decreta situação de emergência

Grande São Paulo e cidades do interior também registram transtornos por causa dos temporais do fim de semana

Solange Spigliatti, do estadao.com.br,

09 Fevereiro 2009 | 12h48

Os temporais do fim de semana fizeram a prefeitura de Franco da Rocha, na região metropolitana de São Paulo, decretar situação de emergência nesta segunda-feira, 9. A chuva começou por volta das 16 horas de domingo e duas horas depois o Ribeirão Eusébio transbordou. O ribeirão divide a cidade e toda a parte central de Franco da Rocha ficou alagada. Ninguém ficou ferido e não houve registro de mortes, segundo a prefeitura da cidade. Os danos maiores foram materiais. Alguns moradores ficaram desabrigados, mas foram auxiliados por familiares.   Veja também: Árvores causam 300 cortes de luz por dia Temporais do fim de semana deixaram 4 mortos Previsão é de chuva  Galeria: confira fotos dos estragos da chuva  Todas as notícias sobre vítimas das chuvas        A capital paulista também sofreu danos com os temporais de sábado e domingo. A chuva provocou quatro mortes na Grande São Paulo. A tempestade alagou ruas, arrastou carros, derrubou árvores e deixou casas sem luz. No domingo, apesar de menos intensa, as pancadas e trovoadas voltaram a causar transtornos. Pontos de alagamento interditaram por uma hora a Rodovia Raposo Tavares, provocando congestionamentos.    Em Campinas, a forte chuva causou pelo menos 15 quedas de árvore. Entre os bairros mais afetados pela chuva estão o Jardim Boa Esperança, Jardim Flamboyant, Vila Brandina e Paineiras. Os incidentes, segundo os bombeiros, não deixaram feridos, apenas danos materiais. Às 18h, na região central de Campinas, a chuva já havia parado.    

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.